Enéis Xavier lança disco no Conservatório da UFMG

Belo Horizonte possui uma das gerações de maior competência no trânsito entre o jazz e a música popular brasileira. E por aqui, esta ganha naturalmente as tonalidades traçadas pelo Clube da Esquina.

Um dos mais versáteis instrumentistas dessa turma (que inclui nomes como Beto Lopes, Magno Alexandre e Limão), é o baixista e tecladista Enéis Xavier. O músico é presença certa em festivais de prestígio e em casas que abrem suas portas à boa música, como o Espaço CentoeQuatro – às sextas-feiras ele se apresenta religiosamente neste palco ao lado de Chico Amaral. Constantemente na estrada, Enéis também tem sido requisitado por Milton Nascimento e outros do artistas de alto quilate brasileiros e internacionais – a exemplo de Gunhild Carling.

A produção autoral do instrumentista vem consolidando sua veia criativa de alta originalidade. No site de Enéis Xavier é possível conhecer várias faixas de seus três discos (Jamba, 2004, O Peregrino,2008, e Novo Tempo, 2011). O site também traz vídeos, fotos e informações atualizadas de agendas, shows e gravações.

E na próxima terça-feira, o público belorizontino poderá conferir o lançamento de Novo Tempo. O show acontece no Conservatório da UFMG e contará com participações certamente saborosas.

Notas Geraes indica!

 

SERVIÇO

Show de lançamento do disco Novo Tempo, de Enéis Xavier

onde: Conservatório da UFMG

endereço: Avenida Afonso Pena, 1534 – Centro (em frente ao Palácio das Artes)

contato: (31)3409.8300

 

 

 

 

SHOW DAS SETE RECEBE A ALMA LÍRICA DE MÔNICA SALMASO

Reconhecida por um timbre de voz especial, a cantora traz para Belo Horizonte o seu novo projeto musical, acompanhada por Nelson Ayres e Teco Cardoso

Com canções populares e arranjos delicados e singulares, Mônica Salmaso subirá no palco do Grande Teatro do SESC Palladium para divulgar o seu mais novo trabalho, “Alma Lírica Brasileria”. No repertório do show, canções do novo álbum e clássicos do universo lírico da música brasileira, compostos por Chico Buarque, Heitor Villa-Lobos, Adoniran Barbosa e Herivelto Martins.

Serviço:

Projeto: Show das Sete apresenta Mônica Salmaso – “Alma Lírica Brasileira”

Data: Dia 24 de novembro

Local: Grande Teatro do SESC Palladium – Rua Rio de Janeiro, 1046

Horário: 19 horas

Valor: R$20,00 inteira e R$10,00 meia entrada.

Contato: 3214-5350

Ingressos a venda no local

Mais informações: www.veredasproducoes.com.br

 

Festival Choro Livre – Mercado Distrital do Cruzeiro em Belo Horizonte – dia 19 de novembro de 2011

O Mercado Distrital do Cruzeiro sedia, no dia 19 de novembro, a partir de 15h, a 2ª edição do Festival de Choro Livre com programação de choro, oficinas, workshops e lançamento da coletânea Choro Livre – Vol. 1.

A proposta do Festival é fomentar a cena de choro na capital mineira, assim como valorizar os espaços públicos da cidade. O projeto havia sido lançado em 2008 e, sem condições de ser realizado em 2009 e 2010, recebe agora o incentivo do programa cultural Conexão Vivo.

Na primeira roda, apresentação dos grupos Piolho de Cobra e Cortando um Dobrado, que receberão Ausier Vinícius, Thiago Balbino e Marcos Frederico como músicos convidados. A roda conta ainda com a participação especial dos cariocas Joel Nascimento e Valter Silva.

Oficinas e workshops O Festival de Choro Livre oferece também ao público interessado oficinas e workshops gratuitos com os músicos participantes, que serão realizados na A Casa de Cultura e na Escola Brasil com S.

Rodas de Choro
19 de novembro de 2011, a partir de 15h
Entrada Gratuita

Projeto Compositores. BR convida Paula Morelenbaum e o grupo Cortando um Dobrado

*Ana Clara Brant (matéria publicada no Divirta-se/EM – 18.11.11

Show gratuito faz homenagem a Noel Rosa na Funarte

A música Três apitos, gravada na década de 1980 junto com Tom Jobim, era a única ligação entre a cantora Paula Morelenbaum e Noel Rosa (1910-1937).
Isso até este mês, quando a artista se viu “obrigada” a mergulhar no universo do compositor de Vila Isabel. Noel é o homenageado desta semana do projeto Compositores.BR, promovido amanhã e domingo, na Funarte, e traz também o grupo mineiro Cortando um Dobrado. “Eu o conhecia muito superficialmente. Sempre admirei suas composições, mas as minhas referências musicais são de uma época posterior à dele, caso de Vinicius de Moraes, Chico Buarque, do próprio Tom, com quem gravei a única música de Noel que já cantei na vida, Três apitos”, revela a cantora.
Essa canção, que terá arranjo jobiniano, estará no repertório da apresentação, além de outros clássicos do poeta da Vila como Com que roupa?, Conversa de botequim, Fita amarela, Mais um samba popular e Último desejo. Paula conta que, ao se debruçar sobre a obra de Noel, surpreendeu-se com a cadência melódica das canções e com a maneira como ele conseguiu retratar de forma poética o Rio de Janeiro das décadas de 1920 e 1930. “Como carioca, acho muito legal conhecer essacidade em que ele vivia, que é bem diferente do meu Rio de hoje. Noel fazia a crônica do cotidiano por meio da poesia. Falava da Lapa, da boemia lindamente”, comenta.
Mesmo não sendo um artista tão próximo de sua vida, Paula Morelenbaum acredita que justamente o desafio de interpretar alguém tão distante de seu universo é o mais interessante do projet
o. “Noel Rosa não é um compositor que toca muito no rádio, com quem a gente tem intimidade. Por isso, muita coisa dele me encantou. Vamos cantar alguns sambas meio em ritmo de bossa, sair um pouco do óbvio. A grande graça dessa iniciativa é justamente essa: convidar alguém — e me senti muito privilegiada por isso –, que não tem muita relação com o compositor homenageado. Vai ficar muito bacana”, aposta Paula, que estará acompanhada de dois jovens músicos, Caio Márcio, no violão, e Luís Barcelos, no bandolim.
Outra atração
Domingo, o Compositores.BR terá o Cortando um Dobrado, que também apresenta repertório de Noel. O grupo mineiro reúne sete músicos da cena do choro e do samba em BH: Agostinho Paolucci (violão de sete cordas e arranjos), Alaécio Martins (trombone), Analu (pandeiro e percussão geral), Cristiano Vianna (violão de sete cordas), Du Macedo (cavaquinho), Juliana Perdigão (clarinete e voz) e Marcela Nunes (flauta e flautim). O projeto homenageia semanalmente  um grande ícone da música brasileira em dois shows, um com repertório cantado e outro instrumental.
Compositores.BR
Show em homenagem a Noel Rosa com Paula Morelenbaum, amanhã, às 20h, e com o grupo Cortando um Dobrado, domingo, às 20h, no Galpão 1 Funarte, Rua Januária, 68, Floresta. Entrada franca, com distribuição de senha uma hora antes. Lotação máxima de 139 lugares. Informações: (31) 3213-3084.